SEXTA-FEIRA, DIA 8

Terminei minha primeira noite como Coelhinha Garçonete profissional e minhas atenções estão quase totalmente voltadas para os meus pés. Doem como dentes podres. Estão tão inchados que não consigo calçar os tênis. Meu maior medo é de que a curvatura tenha desabado. Não obstante, lembranças desta noite vão e voltam em minha mente.

Item. Eu servi todas as mesas do Cantinho dos Quadrinhos, o dobro de ontem, das sete e meia da noite às quatro da manhã, sem descanso. Equilibrando bandejas abarrotadas com uma das mãos, eu ja tinha feito dezesseis viagens de ida e volta ao bar até que perdi as contas. Três clientes deixaram cair drinques, gelados, nas minhas costas e eu só comi duas azeitonas a noite inteira. Por que será que não desisti, não me joguei no chão e esperneei ou pedi demissão? Queria saber.

Item. O barman da Sala de Estar é um artista. Rápido, elegante, exato e calmo, ele controlou a sala praticamente sozinho. “Na semana passada, incluindo horas extras e bônus, recebi 180 dólares”,ele me disse. “E olha que eu sou o barman mais bem pago da casa.”Perguntei a ele por que não pedia demissão. “É exatamente o que vou fazer”, ele respondeu.

Item. Os funcionários beliscam comida roubada do bufê dos clientes em pratos comunitários. Somos uma grande família.

Item. Recebi 29,85 dólares de gorjeta, tudo em notas de um dólar e moedas. Aumentam a prosperidade mas tornam a fantasia desconfortável. Perdi dois quilos ontem à noite.

Anúncios

There are no comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: